Artigos, Pe. Rafael Dalben › 25/11/2015

Moisés é para nós um personagem bíblico muito conhecido e querido. A história de sua vida nos faz perceber o quanto Deus favorece a cada um de nós e o quanto Ele procura favorecer seu povo.

Sabemos que Moisés nasceu no Egito, em um período em que o Faraó, rei dos egípcios, escravizou o povo hebreu através de trabalhos forçados a fim de dominá-lo, pois crescia cada vez mais em número. Uma das medidas que o Faraó encontrou para conter o crescimento do povo hebreu foi uma lei que estabelecia que as parteiras matassem os recém-nascidos. No entanto, elas não acataram a lei, com medo de serem castigadas pela divindade. Então, o farão enviou os soldados para matarem os meninos, filhos dos hebreus. Diante dessa perseguição, um casal hebreu colocou seu pequeno filho numa cesta no rio, e as águas levaram a criança até a filha do Faraó, que pegou a criança e o criou. Deu-lhe o nome de Moisés, que significa aquele que foi tirado das águas (cf. Ex 1,8-2,10). Moisés, portanto, ficou no convívio com a família do Faraó até a sua juventude.

Moisés acompanhava a vida da sociedade egípcia e percebeu que havia muita perseguição dos soldados em relação ao povo hebreu e isso o deixava entristecido. Certo dia, ao ver um soldado matando um hebreu, por impulso, dirigiu-se ao soldado e o matou. Com medo da vingança, por medo do Faraó, ele fugiu pra Madiã e lá conheceu Jetro, que era sacerdote e cuidava de um rebanho. Moisés acabou se casando com a filha de Jetro e começou a cuidar do rebanho também (Ex 2,11-22).

Mas o povo hebreu estava no Egito com a escravidão e clamava a Deus que viesse em seu socorro. Deus ouviu o clamor do povo hebreu e enviou Moisés para libertar seu povo da escravidão do Egito. Um dia, enquanto Moisés pastoreava na montanha de Deus, aconteceu o chamado divino a ele através de uma sarça ardente. Deus se apresenta a Moisés dizendo que é o Deus de teu pai de Abraão, de Isaac, de Jacó, chamando-o para essa missão de libertar seu povo do Egito (Ex 2,23-4,17).
Moisés apresenta uma série de dificuldades para não assumir a missão, dando a impressão de que estava com medo. No entanto, para cada evasiva de Moisés, Deus sempre lhe apresentava uma solução, até que ele acolheu o chamado do Senhor e se dispôs a ir para o Egito, contando com a aprovação de seu sogro e com a ajuda incondicional de seu irmão Araão (Ex 4, 18-28).

Moisés organizou o povo de Deus para sair do Egito, conversou com o Faraó para permitir a saída deles. Contudo, foi negado o pedido e colocava pesos ainda maiores nas costas do povo. Em vista de sua missão, Moisés fez vários contatos com o Faraó e este continuava resistente. Muitas pragas foram enviadas para o faraó e seu povo, mas nada o fazia mudar de ideia. Até que veio a décima praga: a morte de todo primogênito dos egípcios. Diante de tanto temor, o faraó e suas lideranças permitiram a saída do povo de Deus, que se pôs a caminho da terra prometida. Todavia, o orgulho ferido do faraó fez com que montasse um forte exército para trazer de volta os hebreus, mas Deus, mais uma vez, agiu a favor do seu povo, pois o povo passou o Mar Vermelho a pé enxuto e, quando o exército do faraó entrou nas águas, o mar se fechou e todo o exército, cavalos e cavaleiros, morreram afogados (Ex 4,29 – 15,21).

Moisés caminhou com o povo de Deus, pelo deserto, por quarenta anos. Tempo de conversão, organização e profunda experiência de Deus. Nessa caminhada, Moisés, o chamado de Deus, sempre procurou orientar o povo a ter ânimo, fé e esperança, para não desanimar em meio às dificuldades. O povo passou por muitas provações, entretanto, Deus sempre esteve ao seu lado protegendo e abençoando-o. Durante a caminhada rumo à terra prometida, o povo ficou conhecendo os Dez Mandamentos (Ex 15,22-27).

Moisés cumpriu sua missão de tirar o povo hebreu do Egito, mas não entrou na terra prometida, Canaã. Essa responsabilidade coube a Josué a quem Moisés havia imposto as mãos, e o povo acolheu a coordenação do novo líder (Dt 34,1-12).

Pe. Rafael Dalben Ferrarez
Vice-reitor do Seminário Propedeutico N. Sra. da Paz
padredalben@gmail.com

Pe. Rafael Dalben Ferrarez

Pe. Rafael Dalben Ferrarez

Ver todos os posts
Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Conteúdo relacionado

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.