Artigos, Pe. Rafael Dalben › 03/11/2016

Maria Madalena foi contemporânea de Jesus. A ela coube o anúncio da Ressurreição, pois foi a primeira a ver o Ressuscitado. Ela é a discípula amada de Jesus. É uma personagem controvertida na tradição canônica. Duas imagens de sua personalidade foram conservadas no inconsciente coletivo: a prostituta arrependida e a primeira testemunha da Ressurreição de Cristo.

Ela morava em um pequeno povoado próximo ao lago da Galileia. Era uma mulher explorada e desprezada, uma pecadora que teve a graça de conhecer Jesus. Jesus tratou-a com a dignidade e respeito, resgatando sua vida e identidade. Assim ela pode fazer uma profunda experiência de amor e adesão à pessoa de Jesus. Foi ela que Jesus expulsou sete demônios, dando-lhe assim liberdade para viver bem. Na época, muitos problemas de ordem psíquica eram considerados possessão de espíritos maus ou doença do espírito.

Maria Madalena contemplou a crucificação de Jesus com a mãe dele e com a irmã de Nossa Senhora, Maria de Cleófas. O sentimento de perda de Maria Madalena, após a morte e sepultamento de Jesus, com certeza foi muito grande e por isso mesmo em todas as oportunidades que teve procurou estar próxima a Ele.

O Evangelho de João nos diz que no domingo de madrugada Maria Madalena foi ao sepulcro, certamente para ungir o corpo com os perfumes, conforme costumes judeus, mas encontrou a pedra retirada do túmulo e, em um grande desespero, ela foi até Pedro e João para comunicar-lhe que: “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o sepultaram” (Jo 20,1-2).

No entanto, o melhor estava por vir, a grande e feliz surpresa aconteceu em sua vida um pouco depois da conversa com os anjos. O Senhor Jesus a surpreendeu mais uma vez, pois Ele, Ressuscitado, apareceu para ela, aproximou-se, chamou-a pelo nome e lhe confiou a mensagem que Ele iria subir para o Pai e que ela deveria comunicar aos discípulos o seguinte anúncio dele: “Subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. Maria Madalena foi possuidora de um testemunho de primeira mão. Por isso mesmo ela foi chamada pelos antigos padres da Igreja “Apóstola dos Apóstolos”. Muitos estudiosos bíblicos vão dizer que Maria Madalena tornou-se a mais importante discípula do Evangelho de João, pois amando ela buscou e, buscando, encontrou o Mestre; e uma vez encontrado, ela não se acomodou, mas evangelizou e testemunhou.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Conteúdo relacionado

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.