Os adultos como principais interlocutores da iniciação à vida cristã

Indissociável aos esforços da consolidação do novo paradigma de iniciação à vida cristã está a atenção primordial aos adultos. A intuição mais significativa da mudança pós-conciliar no tocante à iniciação à vida cristã foi a percepção de que se faz urgente voltar-se prioritariamente aos adultos, a partir de uma proposta pastoral também adulta, em vista da construção de uma fé madura. Em outras palavras, não somente busca-se romper com uma catequese infantilizada, mas, mais do que isso, cresce a consciência eclesial de que são os jovens e adultos são os principais interlocutores da transmissão da fé. É o mundo dos adultos que ‘deve assumir sempre mais uma importância prioritária’ (DGC 258a).

Estamos diante de um genuíno salto qualitativo. Nessa guinada pastoral, a catequese com adultos deixa de ser apêndice ou complemento para tornar-se o modelo referencial, ao qual devem estar subordinadas todas as outras modalidades e atividades catequéticas. Significativas são as palavras do Diretório Catequético Geral ao afirmar que a ‘catequese de adultos, por ser dirigida a homens capazes de uma adesão plenamente responsável, deve ser considerada a principal forma de catequese’ (DGC, 20).

Recordemos que a CNBB assume a expressão ‘catequese com adultos’ na Segunda Semana Brasileira de Catequese no intuito de chamar a atenção para a centralidade do adulto e o protagonismo dos catequizantes. ‘Ao preferirmos a expressão catequese com adultos em vez de ‘para adultos’, ou ‘de adultos’, estamos optando por um tipo de trabalho que necessita do conhecimento das características e potencialidades desses catequizandos’.

Vale recordar que a Segunda Conferência Episcopal Latino-Americana (Medellín) já havia assumido o compromisso com uma catequese ‘eminentemente evangelizadora’, que abrace a ‘evangelização dos batizados’ ou ‘reevangelização dos adultos’, e que promova ‘novas formas de um catecumenato na catequese de adultos’. Definitivamente, o mundo dos adultos está chamado a ser um dos pontos focais da tarefa pastoral da atualidade. Urge que os adultos façam uma opção mais decisiva e coerente pelo Senhor e sua causa, ultrapassando a fé individualista, intimista e desencarnada. Os adultos, num processo de aprofundamento e vivência da fé em comunidade, criarão, sem dúvidas, fundamentais condições para a educação da fé de crianças e jovens, na família, na escola, nos meios de comunicação social e na própria comunidade eclesial. Enfim, catecumenato e adultos estão numa relação de aproximação toda particular.

Fonte: A Paróquia e Iniciação Cristã

Pe. José Eduardo Vitoreti

Pe. José Eduardo Vitoreti

Ver todos os posts
Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Conteúdo relacionado

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.