A necessidade de agradecer

O Dia de Ação de Graças é celebrado nos Estados Unidos e no Canadá na 4ª quinta feira de Novembro. Nestes países, o dia é um feriado e ocorrem muitas manifestações para demonstrar gratidão a Deus pelas bênçãos recebidas. No Brasil, é celebrado na mesma data, instituída pelo presidente Gaspar Dutra em 1949, mas é pouco difundido.

O homem tem uma tendência a ser ingrato, principalmente quando já obteve o que desejava, tornando-se, muitas vezes, arrogante e autossuficiente, afastando-se de Deus. Dar graças é um ato contrário à autossuficiência, pois nos leva a ter uma relação com Deus, reconhecendo assim sua fidelidade.

Na Sagrada Escritura, podemos encontrar inúmeras passagens que trazem a temática do agradecimento, mas é, sobretudo, no livro dos Salmos que mergulhamos num manancial de orações de Louvor e Ação de Graças, como por exemplo, o Salmo 146,7: “Cantai ao Senhor um cântico de gratidão, cantai ao nosso Deus com a harpa”. Devemos agradecer a Deus sempre e, principalmente, por sua infinidade bondade que nos alcançou em Cristo Jesus.

A maior ação de graça que um cristão católico pode dar a Deus é a participação na Eucaristia, quando somos agradecidos, reconhecemos nossa total dependência de Deus, reconhecemos sua existência, o tudo que temos e somos, fruto de sua infinita misericórdia.

Agradecer é ter a consciência de que Deus foi ao nosso encontro e nós, cristãos, devemos ir ao encontro do próximo, assim vamos sendo colaboradores na construção de uma nova sociedade, na qual a gratidão, a fraternidade e justiça são prioridades.

Pedimos a Deus, que nos auxilie para sermos a cada dia mais agradecidos a Ele primeiramente, e depois, aos que passarem por nossa vida.

João Carlos Santos
2º ano de Teologia

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.