Igreja no Mundo › 06/02/2019

Celebrações do Dia Mundial do Enfermo

Uma delegação do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral irà à Índia expressar sua preocupação pelos doentes, sofredores, pobres e excluídos, à luz da Mãe Teresa de Calcutá, reconhecida como Santa em 4 de setembro de 2016, e levar uma mensagem do Santo Padre.

 

No primeiro dia, a delegação vaticana visitará na Casa Mãe o túmulo de Madre Teresa, onde o arcebispo de Calcutá, Dom Thomas D’Souza, presidirá a Santa Missa. (ANSA)

Cidade do Vaticano

De 8 a 12 de fevereiro, uma delegação do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, guiada pelo cardeal prefeito Peter Turkson, irá à Calcutá, Índia, para participar das celebração solenes da XXVII Dia Mundial do Enfermo, recordado tradicionalmente em 11 de Fevereiro, memória de Nossa Senhora de Lourdes, celebrada contemporaneamente em todas as dioceses do mundo. A Igreja universal, a exemplo do Bom Samaritano, inclina-se sobre os doentes e os que sofrem para levar uma mensagem de esperança e salvação.

A delegação será porta-voz da Mensagem do Papa Francisco para o Dia, que terá por tema “Recebeste de graça, de graça dai!” (Mt 10: 8).

Em um país marcado por fortes desigualdades, pobreza extrema e condições de higiênico-sanitárias em muitos casos bastante precárias, a Igreja espera assim manifestar sua preocupação com os doentes, os sofredores, os pobres e os excluídos, à luz da Mãe Teresa de Calcutá, reconhecida como Santa em 4 de setembro de 2016.

Junto com a delegação estarão presentes o cardeal Patrick D’Rozario, arcebispo de Daca e enviado especial do Papa para a celebração, Dom Thomas D’Souza, arcebispo de Calcutá, e Dom Prakash Mallavarapu, arcebispo de Visakhapatnam e presidente da Comissão de Saúde da Conferência Episcopal Católica da Índia.

Programação

No primeiro dia, a delegação vai participar de uma conferência de estudo dedicada aos fundamentos teológicos da pastoral da saúde, da nova Carta dos profissionais de saúde e das novas fronteiras de serviço aos pobres marginalizados e, em seguida, visitar o túmulo de Madre Teresa na Casa Mãe, onde o arcebispo de Calcutá, Dom Thomas D’Souza, presidirá a Missa.

No segundo dia haverá a visita a três centros de saúde em Calcutá, construídos pela Igreja local – Shanti Dam, Prem Dam e Casa São José – e administrados pelas Congregações religiosas das Irmãs Missionárias da Caridade e as Pequenas Irmãs dos Pobres, que se ocupam da assistência de saúde aos doentes pobres e abandonados, com particular atenção pelas mulheres que sofrem de distúrbios mentais. À tarde, o cardeal Peter Turkson presidirá a Santa Missa com a unção dos enfermos no Colégio São Xavier, em Calcutá.

O programa inclui ainda um encontro com os delegados para a pastoral da saúde das Conferências Episcopais da Ásia.

No dia 11 de fevereiro, na Basílica do Santo Rosário em Bandel, aserão realizadas solenes celebrações do XXVII Dia Mundial do Enfermo. A Santa Missa será presidida pelo cardeal Patrick D’Rozario. No final, a unção dos enfermos.

Fonte: Vatican News

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.