Jornal Diocese Hoje – edição de abril

A difícil missão de perdoar

 

A Bíblia, que é canal de orientação para nós, cristãos, nos ensina a perdoar o próximo quantas vezes forem necessárias: “Então Pedro, aproximando-se Dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete.” (Mt 18,21-22)

A prática do perdão é para pessoas que querem viver melhor, agradar a Deus e caminhar junto com o Senhor através dos princípios. Perdoar quem o feriu, independentemente de ser algo pequeno ou grande, pode parecer algo difícil de fazer e, em alguns casos, é visto como um processo que pode levar um tempo. Sim, somos humanos e desafiados a superar nosso egoísmo e natureza.

Nosso referencial é o próprio Cristo, que foi injustiçado sem mesmo ter cometido pecado algum, e o grande ensinamento está em uma de suas últimas palavras: “Pai, perdoa-os, eles não sabem o que fazem.” É fácil? Não! Mas é possível! Sabe por que é possível? Porque a capacidade não está em nós, mas em Cristo, pois se fosse por nós mesmos jamais poderíamos perdoar alguém, então para que os benefícios do perdão funcionem de verdade, devemos encontrá-los em Cristo!

 

Perdoar é esquecer?

Perdoar não significa esquecimento. Quando Deus revela em Jeremias 31,21-34 que Ele se “esquece” das nossas ofensas, significa que Ele não cobra mais, que já passou, está perdoado. Da mesma forma, quando perdoamos uma pessoa, não significa que iremos ficar falando sobre o ocorrido ou cobrando pelos erros passados. Perdoar é lembrar do que aconteceu, mas sem ficar remoendo ou revivendo a situação passada.

 

Perdoar é ignorar a justiça?

Perdoar também não diz respeito a ignorar a justiça. Perdoar significa deixar a justiça nas mãos de Deus, que é Justo e sabe o melhor para nossas vidas.

 

Perdoar é um desafio?

Sim, como viver cada um dos princípios cristãos católicos! São esses desafios que nos tiram da zona de conforto nos afastando do homem adâmico e nos tornando cada vez mais santos.

 

– Artigo enviado para a redação do jornal Diocese Hoje

____________________

 

 

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.