Notícias Diocesanas › 03/05/2019

Povo indígena ganha consultório

“É feliz quem a Deus se confia” Sl 1

Nesse 1°de maio, dia do trabalhador, lembramos São José operário, início do mês da mãe Maria, tivemos a alegria de concretizar mais um pequeno passo, um sonho, ao inaugurarmos o consultório odontológico aqui no posto do Polo Base da Missão Tiriyó.

A conquista se torna ainda maior quando pensamos nas dificuldades logísticas para chegar até aqui (somente via aérea) e pela forma como tudo ocorreu: várias mãos se unindo.

Há cerca de 3 meses eu viajava pela primeira vez a Macapá AP, sem conhecer nada nem ninguém, na época a Providência de Deus abriu várias portas e caminhos.
Foi num primeiro diálogo com o Coronel Gelson (comandante do 34° BIS) a respeito de atendimento odontológico aos povos indígenas que surgiu a proposta de doarem um consultório para a missão.

Ao visitar a DSEI (distrito sanitário especial indígena) conheci a equipe técnica e o dentista Blendo, que mostrou alguns equipamentos destinados para a missão Tiriyó, dentre eles, um consultório odontológico portátil, para as aldeias distantes.

No início de abril o Conselho dos Caciques e Lideranças Tiriyó, Kaxuyana e Txikyana, fizeram um documento ao coordenador do DSEI pedindo apoio e envio de equipamentos e insumos para que eu pudesse atendê-los como dentista.

Nas últimas semanas de abril, as tratativas sobre o envio e montagem do consultório foram se intensificando para que não houvesse falhas para a instalação e funcionamento do mesmo.
Entra em cena a AORE (Associação dos Oficiais da Reserva do Exército – Macapá) na pessoa do seu presidente Lucas da Fonseca, responsável pela reforma da cadeira odontológica e dos demais equipamentos, assim como outras necessidades de insumos.

Enfim, no dia 30/04, embarcamos, juntamente com os soldados do exército no avião da FAB (C105) com os equipamentos para instalação do mesmo.

A alegria foi grande ao ver todos aqueles equipamentos na Missão Tiriyó:
1- Consultório Odontológico montado.
2- Consultório portátil.
3- Escovodromo para prevenção nas escolas.

Quando muitas mãos se unem pelo bem comum podemos ter a certeza de que há esperança.

Deus abençoe todas pessoas envolvidas do: Exército (34° BIS), DSEI, AORE, FAB, Conselho de Caciques, Apitikatxi, frades Capuchinhos e nós Franciscanos na Providência de Deus.

“Basta uma pequena chama acesa para afugentar toda escuridão” são Francisco de Assis.

 

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.