Notícias Diocesanas › 09/08/2017

Dia Nacional do Catequista 2017

No dia 27 de agosto celebramos o Dia Nacional do Catequista, nesse ano, diferentemente dos anos anteriores em que realizávamos uma celebração diocesana, queremos realizar essa celebração em nossas comunidades  paroquiais. Queremos nesse dia  apresentar de modo Solene e Celebrativo para as nossas comunidades o Documento 107 da CNBB: INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ: itinerário para formar discípulos missionários.

Nossa proposta é que celebremos esse dia, tendo como pano de fundo as orientações do documento que coloca a catequese a serviço da iniciação, no seu lugar original no grande PROCESSO DE INICIAÇÃO A VIDA CRISTA. Ou seja, envolveremos mais  pessoas para juntos iniciarmos na vida de fé: comunidade, padre, catequistas, catequizandos, leigos engajados.

download do arquivo

Propostas para a celebração:

  • Formar uma pequena equipe para preparar o dia: padre, representante dos catequistas, da liturgia, do CPP, etc;
  • Escolher uma das celebrações do final de semana para inserir essa celebração;
  • Escolhida a celebração convidar todas as lideranças para participarem, como também pais e catequizandos;
  • Não reservar lugar especial para ninguém;
  • Arrumar, se possível no presbitério um local com panos coloridos, flores e com um ícone bonito de Jesus, com a frase: “A alegria do evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus” Papa Francisco. (neste local serão colocadas as palavras que entrarão na recordação da vida)
  • Seguir a liturgia proposta pela igreja para o dia;
  • Logo após a saudação inicial e antes do ato penitencial: fazer uma recordação da vida. Convidar a assembleia e sentar-se.

RECORDAÇÃO DA VIDA:

Trazemos presente nesta celebração a caminhada da catequese em nossa igreja.

1-Logo após a Ressurreição de Jesus o numero de cristão era bem pequeno. Mas o jeito deles viverem aquilo que Jesus havia ensinado era tão autêntico e profundo que muita gente queria seguir o mesmo caminho. Foi então elaborado um “processo” para iniciar estes cristãos adultos: o CATECUMENATO. O catecumenato tinha uma duração de três a quatro anos e exclusivamente para os adultos.

(entra uma pessoa com a palavra CATECUMENATO)

2-O tempo foi passando e muita gente foi se tornando cristã. A família educava seus filhos na fé através do exemplo e da participação nas missas, festas religiosas e devoções. Neste período a catequese acontece mais como instrução, durante um bom tempo foi realizada nas escolas, depois passou a ser realizada na igreja com o nome de CATECISMO. Por que este nome? Porque a preocupação maior era ensinar o catecismo ou seja a doutrina para as crianças.

(entra uma pessoa com a palavra CATECISMO)

3-O tempo foi passando, outras denominações religiosas foram surgindo. As famílias já não conseguiam educar na fé seus filhos. A Igreja percebe que precisa ir as fontes do cristianismo para renovar seu amor pela pessoa de Jesus Cristo. De 1962 a 1965, acontece o CONCÍLIO VATICANO II, que tem como desafio ajudar a Igreja dialogar com o mundo moderno.

(entra uma pessoa com a palavra CONCILIO VATICANO II)

4-A partir do Concílio a catequese procurou responder de modo concreto as necessidades da educação da fé, mudando sua metodologia, inserindo a Bíblia e os fatos da vida em cada encontro. Podemos dizer que este período foi marcado aqui no Brasil pelo documento: CATEQUESE RENOVADA.

(entra uma pessoa com a palavra CATEQUESE RENOVADA)

5- Nos dias atuais sabemos como está difícil educar na fé as novas gerações. A igreja no Brasil tem assumido com grande empenho este desafio. Este ano nossos bispos aprovaram esse documento:

INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ: itinerário para formar discípulos missionários. (entra uma pessoa com o documento). Este documento propõe que a Iniciação dos novos cristãos, não seja uma responsabilidade assumida apenas pelos catequistas, mas sim por toda a comunidade, a exemplo do que acontecia no início do cristianismo com o catecumenato.

  • Segue a celebração normalmente
  • Depois da Oração pós comunhão segue este rito:

RITO DE BENÇÃO E ENVIO DA COMUNIDADE COMO RESPONSÁVEL

PELA INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

 

Leitor: Iniciar os novos cristãos na fé é responsabilidade de todos os batizados, é claro que neste processo cada um tem a sua função específica.

  • Peço que todos os pais se levantem: A família é chamada a ser o lugar da iniciação, onde se aprende a rezar e a viver os valores da fé. Sem a família, não há verdadeira iniciação á vida cristã!

Canto: Abençoa Senhor, as famílias, amém! Abençoa Senhor, as nossas também!

  • Peço que os catequistas se aproximem do altar. Os Catequistas têm um papel muito importante nesse processo de iniciação, pois eles vão ajudar os catequizandos a acolherem, com todo o seu ser , a gradual e progressiva revelação do Deus amor e de seu Projeto salvífico. Sem vocês catequistas não há verdadeira iniciação á vida cristã!

Voltados para a comunidade os catequistas rezam esta oração:

Senhor, como os discípulos de Emaús, somos peregrinos.

Vem caminhar conosco!

Dá-nos teu Espírito, para que façamos da catequese caminho para o discipulado.

Abre nossos olhos para reconhecer-Te nas situações em que a vida está ameaçada.

Aquece nosso coração, para que sintamos sempre a tua presença.

Abre nossos ouvidos para escutar a tua Palavra, fonte de vida e missão.

Ensina-nos a partilhar e comungar do Pão, alimento para a caminhada.

Permanece conosco!

Faze de nós discípulos missionários, a exemplo de Maria, 

a discípula fiel, sendo testemunhas da tua Ressurreição.

Tu que és o Caminho para o Pai. Amém!

 

Canto: Deus te abençoe, Deus te proteja,  Deus te de a paz! Te dê a paz!

  1. Peço que todos aqueles que são lideranças e os que participam dos demais grupos da paróquia fiquem de pé. Vocês têm um papel importantíssimo neste novo modelo de catequese, pois com o vosso exemplo e comprometimento são como que “irmãos e irmãs mais velhos na Fé” dos que estão sendo iniciados. Sem vocês não há verdadeira iniciação á vida cristã!

Canto: Deus te abençoe, Deus te proteja, Deus te de a paz! Te dê a paz!

  1. Peço que nosso pároco, venha até a frente. Ao padre, compete a missão de cuidar para que o processo formativo de sua comunidade passe do estilo da instrução para o estilo da iniciação que leva ao encontro pessoal com Jesus Cristo, à inserção na comunidade e ao zelo apostólico. Sem o senhor não há verdadeira iniciação á vida cristã!

Canto: Deus te abençoe, Deus te proteja, Deus te de a paz! Te dê a paz!

  1. Peço que toda a comunidade de levante. Sujeito indispensável do processo de iniciação à vida cristã é toda a comunidade. Somos nós, a comunidade que vamos apresentar o rosto da Igreja a quem se aproxima. Quem busca Jesus será atraído pelo nosso testemunho e acolhida. Sem a comunidade não há verdadeira iniciação á vida cristã!

Canto: Agora é tempo de ser Igreja, caminhar juntos, participar. (bis)

1-Somos povo escolhido na fronte assinalados
com o nome do Senhor que caminha ao nosso lado.

2-Somos povo em missão, já é tempo de partir.
É o Senhor que nos envia, em seu nome a servir.

3-Somos povo esperança. Vamos juntos planejar:
ser  Igreja a serviço e a fé testemunhar.

4-Somos povo a caminho, construindo em mutirão.
Nova terra, novo reino de fraterna comunhão.

(O padre pode dizer umas palavras incentivando a todos a viverem o compromisso com a Iniciação à Vida Cristã)

  • BENÇÃO FINAL

(PS:Se não souberem as musicas, mudem para musicas semelhantes)

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.