› Vivendo, amando e aprendendo

Certos livros exercem em nós tanto fascínio, poder e encanto que nos acompanham por toda a vida.  Tornam-se confidentes, companheiros de bons e maus momentos. São os tais “livros de cabeceira”. Geralmente têm páginas surradas por nossa busca de refúgio, de afago e de caminho. Vivendo, Amando e Aprendendo, de Leo Buscaglia, é, juntamente com a Bíblia Sagrada, meu “livro de cabeceira”desde janeiro de 1994. Este meu velho amigo reúne trechos de conferências e artigos de Buscaglia, um ítalo-americano divertido, profundamente culto e sensível, professor da Universidade da Califórnia do Sul e articulista do New York Times, que faleceu em 1998, aos 74 anos. Não considero um livro de autoajuda, mas uma obra de arte de sentimentos, de respeito à evolução do humano como um ser feliz, inteiro e solidário. O espaço aqui é mínimo para apresentar o quão intensamente bom Vivendo, Amando e Aprendendo foi em minha história. Tesouro raro, recheado de ensinamentos para uma vida plena. Vale a pena tê-lo como amigo.

Elma Eneida Bassan Mendes – Jornalista

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online