Fotos › 26/07/2017

Bênção dos Motoristas no Santuário São Judas

São Cristóvão, invocado pelos condutores de veículos, teve – mais uma vez – a sua intercessão suplicada; em especial na noite dessa terça-feira, 25 de julho. É que no Santuário de São Judas Tadeu foi proferida a bênção dos motoristas, carros e motos. O padre Luiz Caputo rezou com os devotos.

Voluntários também acompanharam o momento; em especial, organizando o trânsito e distribuindo terços. Realizada há alguns anos, a bênção no dia de São Cristóvão já é uma tradição na Comunidade. Dezenas de pessoas participam do momento.

São Cristovão nasceu no século III, era filho primogênito do rei de Canaã, e recebeu o nome de Ofero Relicto despertando admiração pelas suas virtudes, principalmente a delicadeza com que tratava as pessoas. Era belíssimo e sua ambição maior era a se servir um rei que fosse muito poderoso.

Cristovão passou a prestar serviços ao imperador, como guerreiro famoso e temido e passou a obedecer a Satã, cujo poder fazia o imperador se amedrontar. Relicto percebeu que acima do poder de satanás, estava a cruz, ante a qual fogem todos os demônios e Relicto de tornou cristão. Começou a viajar em busca da história do Crucificado e em uma de suas viagens encontrou um eremita que lhe contou a história.

Converteu-se, batizou-se e decidiu devotar a vida ao transporte dos viajantes que necessitassem atravessar um rio caudaloso. Certo dia, um menino pediu a Cristovão que o levasse até a outra margem. Colocou a criança nos ombros, entrou na água e começou a sentir que o peso aumentava a cada passo.

Ao chegar à margem oposta, curvado pela carga, quase morrendo afogado por seu enorme peso, ouviu do menino: “Não te surpreendas com o que aconteceu, pois comigo carregaste todos os pecados do mundo.” Só então reconheceu o pequeno viajante: era o próprio Jesus, que o mandou cravar na terra o cajado no qual se apoiava.

No dia seguinte, o cajado tinha se transformado numa palmeira. O milagre fez com que muitos se convertessem e levou Relicto Ofero a mudar seu nome para Chistophoros (Cristóvão) que em grego significa “aquele que carrega Cristo”.

Texto e Fotos: André Botelho



Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.