Cnbb › 22/03/2018

Homenagem

O papa Francisco enviou uma carta ao cardeal Raymundo Damasceno, arcebispo emérito de Aparecida e ex-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) por ocasião do quinquagésimo aniversário de sua ordenação sacerdotal, celebrado no dia 19 de março.

Na carta, Francisco congratula o bispo, que já colaborou no Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) e na Pontifícia Comissão para a América Latina, recordando sua vida e trajetória, assim como cumprimentando-o e unindo-o às suas preces.

Confira, abaixo, a carta na íntegra:

Ao nosso Venerável Irmão

RAYMUNDO DAMASCENO ASSIS

Cardeal da Santa Igreja Romana

Arcebispo Emérito de Aparecida

Eis que, alegres, vimos à tua presença, Venerável Irmão, e, movidos pela caridade de Cristo, no feliz acontecimento de tua vida, dirigimos o pensamento a ti, pois, no dia dezenove do próximo mês de março, na Solenidade de São José, Esposo da Bem-Aventurada Virgem Maria, recordas jubilosamente o quinquagésimo aniversário de tua ordenação sacerdotal. E porque sabemos que, ao exercer o sagrado ministério, agiste com pronto e frutuoso empenho, queremos, por esta ocasião, congratular-nos contigo pelos trabalhos realizados e falar contigo de irmão para irmão.

Nascido na Arquidiocese de Mariana, no querido Brasil, ainda jovem entraste primeiramente no Seminário Menor e, depois, no Seminário Maior da mesma Sede, onde realizaste os estudos filosóficos. Depois, frequentaste o curso teológico em Roma, na Pontifícia Universidade Gregoriana, e te dedicaste especificamente à catequese no Instituto de Munique, na Alemanha, e também à Filosofia da Ciência na Universidade de Brasília.

No ano de 1968, foste ordenado sacerdote para a Sede metropolitana de Brasília, onde exerceste vários encargos, tais como Coordenador da Catequese, Pároco, Chanceler da Cúria, Professor no Seminário Maior e na Universidade. No ano de 1986, considerando teus comprovados dotes da mente e do coração, a tua experiência em assuntos eclesiais e os encargos desempenhados com disposição e ciência, nosso Antecessor São João Paulo II nomeou-te Bispo titular de Nova Petra e Bispo Auxiliar de Brasília. Depois, foste promovido para a Sede metropolitana de Aparecida e, no ano de 2010, foste distinguido com a dignidade cardinalícia pelo Sumo Pontífice Bento XVI.

Dotado de espírito de serviço, de força e de capacidade de diálogo no exercício do ministério episcopal, conseguiste fazer que teus fiéis seguissem a Cristo, Mestre da vida. Além disso, foste fiel ao Magistério da Igreja e, por caridade fraterna, estás unido aos Bispos do Brasil, em cuja Conferência Episcopal assumiste encargos de grande importância, inclusive os de Secretário Geral e de Presidente.

E ainda colaboraste no Conselho Episcopal Latino-Americano, e, em Roma, na Pontifícia Comissão para a América Latina e nos Sínodos dos Bispos, os extraordinários e os ordinários.

Por isso, em tão feliz acontecimento de tua vida, recebe alegremente também os Nossos mais auspiciosos cumprimentos, unidos às nossas preces: os dons do Espírito Paráclito, sob a proteção de Nossa Senhora Aparecida, sempre te sustentem e alegrem, benemérito Pastor. A Bênção Apostólica que, de espírito agradecido, invocamos para ti, Venerável Irmão, e para todos os que te são caros, seja mensageira, mediadora e testemunha da Nossa benevolência e comunhão, pedindo preces para Nós e para Nosso Ministério Petrino.

Dado na Cidade do Vaticano, no dia 15 do mês de fevereiro do ano de 2018, quinto de Nosso Pontificado.

Franciscus

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.