Notícias Diocesanas › 03/09/2018

Homenagem ao Padre Pedro

Despedimo-nos de um grande Padre, um amigo, um missionário que foi chamado a continuar a exercer seu ministério na casa do Pai.

Há quase 100 anos uma estrela brilhou no firmamento e desceu a Terra: nascia o padre Pedro e que sua missão seria receber o sacramento da ordem para que divulgasse o evangelho diante dos fiéis. Muito aprendemos com o senhor, Padre Pedro, principalmente na escola da fé e uma das coisas que ficou marcada foi como fazer as boas obras em segredo.  Foi o que sempre o senhor fez praticando o que escreveu Mt 6, 1-2 “Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu.”

Unidos Pela Fé, convivemos intensamente enfrentando desafios, conquistas, derrotas, dúvidas, erros e acertos que pouco a pouco mudaram nossos conhecimentos e nosso caráter. Prestávamos muita, muita atenção ao proclamar a palavra de Deus para que, depois de ouvida pudéssemos interpretá-la com sabedoria.

Em Mt 5, 3.7 diz “Bem-aventurados os que tem um coração de pobre porque deles é o reino dos céus, bem-aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia”  O Senhor padre Pedro é um bem-aventurado e renuncias-te a si mesmo, tomou sua cruz e seguiu os ensinamentos de Jesus.

Partiu para o céu um padre, um amigo, severo sim, mas humilde, companheiro para Toda obra. Terminou seu trabalho aqui e agora foi chamado junto ao Pai nosso que está no céu. Nas sábias palavras de São Francisco de Assis diz “É morrendo que nascemos para a vida eterna”. A irmã morte chegou e deixou todos nós muito tristes. O Senhor Padre Pedro se tornou um patrimônio para nós uchoenses e jamais, se pudesse, não queríamos perdê-lo.

Para que possamos nos conformar com sua partida vou ler um poema de Santo Agostinho que diz: “A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do caminho. O que o que eu era para vocês eu continuo sendo. Falem comigo, rezem por mim. Vocês continuem vivendo no mundo da criatura, enquanto eu vou viver no mundo do Criador. Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo e sem traço de tristeza. Estarei apenas longe de suas vistas, mas o fio não foi cortado. Estou apenas do outro lado do caminho”.

Então Padre Pedro, assim é a vida; cumprida nossa missão também iremos partir para esse novo caminho e temos certeza que o senhor pode usar as palavras que São Paulo usou na 2a carta a Timóteo “Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”.

Padre Pedro obrigado por tudo. Vá com Deus e rogai por nós.

 

Dona Darcylla Stocco
Paróquia Santa Isabel, Uchoa

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.