Igreja no Mundo › 06/10/2017

Ican

A organização internacional contra as armas nucleares “Ican” é a vencedora do Prêmio Nobel 2017. Em várias ocasiões o Papa Francisco pronunciou-se sobre a questão. Em 26 de setembro próximo passado, por ocasião do Dia Internacional da Onu para a eliminação total das armas nucleares, lançou um apelo com um tuíte:

“Comprometamo-nos por um mundo sem armas nucleares, aplicando o Tratado de não-proliferação para abolir estes instrumentos de morte.”

Em março passado, numa Mensagem aos participantes da Conferência da Onu para a aprovação de um Tratado sobre a proibição das armas nucleares, reiterou a urgência de se alcançar o objetivo de um mundo livre destas armas de destruição em massa.

“Devemos também perguntar-nos quanto possa ser sustentável um equilíbrio baseado no medo, quando este tende de fato a aumentar o medo e a minar as relações de confiança entre os povos.” “O objetivo final da eliminação total das armas nucleares torna-se tanto um desafio quanto um imperativo moral e humanitário”, ressalta o Pontífice na referida Mensagem.

Em 7 de dezembro de 2014, Francisco enviou uma Mensagem para a Conferência de Viena, na Áustria, sobre o impacto humanitário das armas nucleares, explicando que “gastar em armas nucleares dilapida a riqueza das nações” e “quando tais recursos são dilapidados, os pobres e os fracos que vivem à margem da sociedade pagam o seu preço”.

Também em 25 de setembro de 2015, em seu discurso na sede das Nações Unidas, em Nova York, e em sua Mensagem para o Dia Mundial da Paz de 1º de janeiro de 2017 expressou-se contra as armas nucleares. (RL/SC)

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.