Argentinos fazem segunda Marcha pela Vida de 2018 e estão próximos de barrar o aborto

O comparecimento em massa às manifestações tem feito deputados que estavam em dúvida e se declararem contra a legalização

 

No último domingo, 20 de maio, em torno de 350 mil pessoas se reuniram em Buenos Aires, em frente ao Congresso, sob o lema “Salvemos las dos vidas” (salvemos as duas vidas), para demonstrar seu rechaço à nova lei que pode legalizar o aborto na Argentina nas próximas semanas. Outras 100 cidades também registraram manifestações, totalizando em torno de 3,6 milhões de participantes, segundo os organizadores das marchas.

Esta foi a segunda grande marcha pela vida, desde o dia 25 de março – Dia da Criança por Nascer – quando os atos públicos reuniram em torno de dois milhões de pessoas.

O projeto de lei que está em debate pode legalizar o aborto até as 14 semanas de gestação, prazo que seria estendido sob o frágil pretexto de risco à “saúde psíquica e social” da mãe. Segundo informa o jornal argentino Clarín, dos 59 deputados que não haviam definido sua posição, 18 já decidiram pelo “não”, número que seria suficiente para impedir a aprovação do projeto.

Confira fotos e vídeos feitos pelo site pró-vida Argentinos Alerta:

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.