Circula na rede relato de morador da cidade de Boa Vista

No texto, encaminhado pelo aplicativo de mensagens instantâneas Telegram, o autor, que é morador de Boa Vista/RO, relata a situação da cidade e diz que ela está num estado crítico. No final do texto, ele cobra medidas das autoridades competentes. 

 

Segundo dados da PF divulgados pela Casa Civil, 127 mil venezuelanos entraram no Brasil pela fronteira em Roraima entre 2015 e junho de 2018; 53% deixaram o país (Foto: Emily Costa/G1 RR/Arquivo )

 

Estou em Boa Vista e muitíssimo entristecido com a situação dessa linda cidade brasileira. Antes, Boa Vista, cidade da paz,  bem planejada, de ruas largas, avenidas floridas e povo pacífico. Hoje literalmente invadida pela Venezuela, para não atribuir apenas aos imigrantes que chegam daquele país.

Penso que o país tem como teve muitas condições para cuidar melhor de seus cidadãos. É um país rico em petróleo, tem terras boas, clima bom, pode produzir de tudo, tem praias paradisíacas inclusive até o chocolate mais saboroso da América. Hoje, sem o necessário controle de passaportes pelas autoridades de um pais excluído do Mercosul, os venezuelanos atravessam  a fronteira diariamente e chegam às centenas facilmente na Capital Boa Vista. Não são apenas inocentes, são invasores desesperados, com fome, que já se organizam na disputa de territórios. Acabaram com nossa organização estrutural. Tem privilégios e ocupam os hospitais, escolas, praças.  Muitos já ocupam boa parte da mão de obra local, reduzindo a ocupação dos brasileiros. Vivem e coagem os brasileiros por esmolas, roubam coisas, infestam tudo com violência, sujam tudo, defecam nos locais , tomam banho em público.

Até hoje, além dos abrigos existem 5.000 homens imigrantes perambulando e “vivendo” sabe-se lá como nas ruas da capital. Pior, eles mesmos contam aos brasileiros que os presídios venezuelanos fecharam por falta de comida e os presos estão soltos, vindos para cá. Com eles entram com drogas, se organizam em gangues, se associam com os bandidos daqui e transformam a vida e a rotina dos brasileiros. Na feira, não se deve ir mais, nas lindas praças e centros de lazer e esporte também não, senão para sermos abordados constantemente por pedintes e até coagidos a dar esmolas.

Na saúde eles são priorizados e não há mais vaga para internação de brasileiros. A polícia não tem nem previsão do que fazer. As escolas são obrigadas a matricular as crianças, as universidades federais também abriram vagas para eles. Pior, se algum governante  falar em controle disso, como de se ter um centro isolado e controlado de imigração,  são chamados inadvertidamente de xenófabos.

Mas e os brasileiros que aqui vivem, o que fazer conosco que estamos sendo prejudicados e perdendo a qualidade de vida? Aguentar e ver a vida mudar para pior dia a dia ? Isso é justo e honesto com quem pagou impostos a vida toda ? Os invasores já se organizam em associações e alegam que imigração é um ato que precisa ter nossa proteção com inclusive doação de terrenos. Assim, ocupam tudo e pior, muitas vezes instruídos por ONGs nada patrióticas.

Será que algum governante nosso não pode pensar no bem para os brasileiros que aqui estão e organizar essa invasão? Afinal, o petróleo já está para lá de 70 US$ o barril e os chineses estão investindo muito por lá. Ou será de propósito para a expansão de seu território?  Tá dando medo. Que empresário vai investir nisso daqui? Local próspero e logístico estratégico do Brasil, cheio de minérios, terras boas e natureza exuberante. Vamos deixar assim? Idiotice ou o quê ? Precisamos da ajuda de todos os brasileiros e da ação responsável de nossos governantes. Abraços.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.