General Mourão nega crítica a mulheres

O general Hamilton Mourão voltou a falar sobre sua declaração segundo a qual lares apenas com “mãe e avó” são “fábricas de elementos desajustados” e negou que fosse uma crítica às mulheres, registra O Globo.

“Não estou criticando as mulheres, estou fazendo uma constatação de algo que ocorre notadamente nas nossas comunidades carentes”, disse o vice de Jair Bolsonaro, que deu palestra hoje na Associação Comercial de São Paulo.

“Essas mães e essas avós saem para trabalhar, e a grande maioria são cozinheiras, são faxineiras, vivem uma dureza de vida o tempo todo. Elas não têm com quem deixar os filhos porque o Estado não está presente para dar creche, uma escola de tempo integral, onde essa criança possa permanecer, e essa criança vira presa fácil do narcotráfico”, acrescentou o general.

Mães solteiras e criminalidade

O que o general Mourão disse sobre os filhos de mães solteiras é verdade.

A própria Folha de S. Paulo publicou em 2007:

“Um estudo dos economistas Gabriel Hartung e Samuel Pessoa, da FGV, conclui que fatores como maior proporção de filhos de mães adolescentes ou de famílias onde não há o pai ou a mãe presente aumentam a criminalidade (…).

No estudo, eles afirmam que a literatura criminal já descobriu fortes evidências de que crianças nascidas de mães solteiras, criadas sem o pai ou nascidas de mães com baixa escolaridade têm mais probabilidade de se envolver em crimes.”

FONTE: O ANTAGONISTA

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.