Irlanda aprova liberação do aborto

A Irlanda aprovou a liberação o aborto em referendo realizado sábado (26). Dos 2,1 milhões de irlandeses votantes, 66,4% se mostraram favoráveis a revogar a oitava emenda à Constituição da Irlanda, que proibia o aborto.

Depois de confirmados os resultados, o próximo passo será o governo redigir um novo projeto de lei, autorizando o aborto durante as 12 primeiras semanas de gestação e até as 24 semanas por motivos de saúde.

O governo prometeu um projeto de lei até o verão (hemisfério norte). O objetivo é conseguir sua aprovação antes do fim do ano no Parlamento. O texto deve ser adotado sem dificuldade na Casa, já que os líderes dos dois principais partidos da oposição, Fianna Fail e Sinn Fein, apoiam a reforma. O governo se reunirá na terça-feira.

Quase 3,5 milhões de eleitores foram chamados às urnas depois de uma dura campanha. A participação foi de 63%.

A consulta abordou especificamente a questão da revogação da oitava emenda à Constituição irlandesa, introduzida em 1983, que proíbe o aborto em nome do direito à vida “do nascituro (…) igual ao da mãe”.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.