Mundo: Grupo de Lima pede apoio das Forças Armadas venezuelanas para Guaidó

Países que integram o Grupo de Lima assinaram ontem (4/2), após reunião de ministros do Exterior no Canadá, uma declaração com pedido para que as Forças Armadas da Venezuela manifestem apoio a Juan Guaidó.

Guaidó assumiu como presidente interino em 23 de janeiro deste ano e possui pouco controle das instituições do Estado.

O Grupo de Lima é composto por quatorze países, sendo treze latino-americanos e o Canadá.

Pedimos às Forças Armadas da Venezuela que manifestem sua lealdade ao presidente interino. Também pedimos que não impeçam a entrada e o trânsito de ajuda humanitária aos venezuelanos“, diz a declaração.

O documento foi assinado pela Argentina, o Brasil, Canadá, Chile, a Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, o Panamá, Paraguai e Peru. México não participou da reunião.

Intervenção militar na Venezuela não foi uma pauta da reunião, declarou Alan Duncan, ministro do Reino Unido, que esteve presente.

O Grupo de Lima foi criado em 2017, pelo governo do Peru, para denunciar a ruptura da democracia na Venezuela.

Fonte: Terça Livre

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.