Risco de despejo

O juiz Adenir Pereira da Silva, da 1ª Vara Federal, mandou fazer uma nova medição da favela do Brejo Alegre na tarde desta segunda-feira, 13. Foram encontrados seis barracos construídos dentro dos 15 metros de distância de segurança da ferrovia, o que é proibido. Ainda nesta segunda-feira, os donos das seis moradias começaram a mudar os barracos de lugar.

A distância mínima entre as habitações e a linha férrea foi estabelecida pelo juiz quando foi discutida a destruição dos barracos, a pedido da concessionária que administra a ferrovia, a Rumo Logística. A empresa pedia 18 metros de distância, mas o magistrado estabeleceu 15 metros.

A medição foi feita por técnicos da Rumo, que foram acompanhados de perto por um oficial de Justiça. O resultado das medições será incluído em forma de relatório no processo que tramita na Justiça.

Oferecimento
Lideranças da favela da Vila Itália se reuniram na semana passada com moradores da favela do Brejo Alegre para oferecer abrigo para quem for despejado. Porém, o terreno ocupado pela Vila Itália também é alvo de pedido de reintegração de posse feito pela Prefeitura. O processo tramita no Tribunal de Justiça de São Paulo sem prazo previsto para julgamento.

Fonte: Diarioweb

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.