Terror na Nicarágua

A onda de violência na Nicarágua já deixou mais de 300 mortos no país.

 

Homem passa por barricada de manifestantes na cidade de Masaya, na Nicarágua, em junho (Foto: Oswaldo Rivas/Reuters)

 

Com o apoio de paramilitares, a polícia laçou a chamada operação limpeza para desbloquear estradas que estavam fechadas por manifestantes. A ação aconteceu dois dias depois que forças do governo sitiaram e invadiram uma universidade e uma igreja deixando dois estudantes mortos. Mais de 300 pessoas já morreram em quase 3 meses de protestos contra o governo do ditador Daniel Ortega, ex-guerrilheiro que está no poder há 11 anos. Daniel Ortega é acusado de querer se perpetuar no poder. Esta é a pior onda de violência na Nicarágua desde o fim da guerra civil em 1990.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.