Vereadores pressionam e conseguem flexibilização para templos religiosos

Pandemia

A restrição do horário de funcionamento dos templos religiosos anunciada pelo prefeito Edinho Araújo nesta terça-feira levou oito vereadores a procurarem o secretário de Governo, Jair Moreti, em busca de flexibilização do horário determinado pelo Cômite de Enfrentamento da Covid-19.
Estiveram com Moreti os vereadores Anderson Branco (PL), Karina Caroline (Republicanos), Odélio Chaves (PP), Jean Charles (MDB), Bruno Moura (PSDB), Bruno Marinho (Patriota), Julio Donizete (PSD) e Celso Peixão (MDB), segundo eles o funcionamento das 6h às 18h não atende as necessidades dos templos religiosos, pois muitos dos fiéis deixam seus trabalhos após esse horário.

Horas depois, o governo municipal alterou o horario de funcionamento dos templos, que passou a ser das 8h às 20h. “Todos os templos religiosos, as igrejas cristãs, as católicas, os centros espiritas todos tem atividades e sempre após as 18h, então se limitarmos deixamos de ser atividade essencial”, afirmou a vereadora Karina Caroline.
A vereadora lembrou que o governador João Dória (PSDB) reconheceu as igrejas como atividades essenciais, destacando que a decisão anunciada pelo prefeito iria na contramão da decisão estadual. “O decreto do Dória nos deu a condição de tornar um serviço essencial, só que nesse decreto municipal nós estamos sendo excluídos”, destacou.
O vereador Anderson Branco lamentou a decisão do Comitê, inclusive na limitação de setores econômicos. “Momento difícil com limitação de horário da igrejas, mas também vejo abuso na limitação dos restaurantes, pois estão seguindo as recomendações sanitárias”, afirmou.
Durante a sessão desta terça-feira, o vereador Bruno Marinho leu uma mensagem do secretário Jair Moreti informando que o prefeito Edinho Araújo atendeu pedido dos parlamentares e permitiu a abertura dos templos até às 20h.

Fonte: https://dhojeinterior.com.br/vereadores-pressionam-e-conseguem-flexibilizacao-para-templos-religiosos/

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.