Paróquia Santo Antônio de Pádua

Paróquia Santo Antônio de Pádua
  • Fundada em:  
    05/03/1934
  • Cidade:  
    Poloni
  • Endereço:  
    Praça da Matriz, s/n
  • Bairro:  
    Centro
  • Cep:  
    15160-000
  • Fone:  
    (17) 3819-1112 / 3819-7475



Sábado: 19h na Matriz em Poloni

Domingo: 8h na Matriz em Poloni / 10h Capela São José em Junqueira / 18h Matriz Poloni / 19h30 na Capela Nossa Senhora Aparecida em União Paulista

 

Segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h30
Sábado das 8h às 11h

Confissões
Terça e quinta-feira das 13h30 às 17h
Sábado das 8h às 11h

No dia 05 de março de 1934, conforme ata subscrita no livro do Tombo pelo Cônego Braz Baffa, então secretário diocesano, foi “erigida e canonicamente instituída na Diocese de Rio Preto, a Paróquia Santo Antônio, de Villa Poloni, cuja festa se haveria de celebrar no dia próprio, com devoção e religioso esplendor”.

Ficou Santo Antônio de Pádua designado padroeiro, em cumprimento à promessa feita pela senhora Rosa S. Poloni, e cuja imagem trouxera consigo da Itália.

A Capela, acanhada no início, foi, aos poucos, crescendo e transformando-se, tanto na sua forma física como na formação espiritual dos fiéis.

Em 1935 ganhou seu primeiro vigário, Padre Ângelo Bartholomeu e também a anexação da Capela do Distrito de Vila Junqueira, antiga Montevidéo.

Aos 08 de janeiro tomou posse o padre Abel Pequeno e na seqüência o Padre Jerônimo Brasil de Carvalho.

O Apostolado da Oração, a Congregação Mariana, a Catequese, as Cruzadinhas, foram os primeiros movimentos da Paróquia com uma participação digna de louvor.

Nos anos seguintes deu-se a construção da sede Mariana, a consagração do altar mor, construído em mármore, a compra de um novo harmônio, o assentamento de vitrais artísticos, tanto na matriz quanto nas capelas, incluindo-se a de Itaiúba, entãotai Montedouro, o púlpito e mesa da comunhão, em mármore.

Até 1964 ainda passaram por nossa paróquia os Padres Antônio César Brandão, Ovídio Simon, João Chultwalter, José Atienza, Edgard Sant’ana e João Carta.

Em 1968 assume Dom José de Aquino Pereira.

Outros movimentos foram surgindo, como o da Legião de Maria, o da Sociedade São Vicente de Paulo, o das Santas Missões.

No dia 25 de março de 1980 o Padre João Carta fez virem da Itália, as Irmãs Filipinas que aqui permaneceram por 21 anos, dedicando-se a evangelizar e a prestar auxílio aos pobres e aos doentes.

Com a partida do Padre João Carta para a Itália, e nos anos subsequentes, estiveram na paróquia os Padres Fernando Martins Pinto, Nilson Ferreira Porto, Francisco Adão da Silva, Olegário Araújo dos Santos e Paulo César Batista Júnior. Com este último, oriundo da Comunidade Missionária Providência Santíssima, vieram também missionárias e missionários empenhados na orientação às pastorais e na assistência aos afastados e necessitados. Durante a sua administração e conseqüente às pastorais, movimentos e serviços. Continuou este trabalho o Padre Maurício Monte da Silva, da mesma C.M.P.S.,  Padre Vanderlei Moncegatti, e o padre Marcos Antônio Figueira da Silva, atualmente à frente da comunidade.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online