Paróquia São José

Paróquia São José



Corria o ano da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de um mil novecentos e setenta e três (1973) quando em toda a Paróquia de São João Batista acontecia as Santas Missões, pregada pelos Missionários Redentoristas. Para maior êxito das Missões, a Paróquia de São João Batista foi dividida em 12 comunidades rurais e 3 comunidades urbanas, sendo estas últimas: Santa Terezinha, Saudade e São José, além da Matriz.

A Pré–Missão na então Vila São José foi realizada pelo Missionário Padre Olívio Copetti. A Vila de São José, como era assim chamada, foi Missionada  pelo Padre Pedro Fré (hoje bispo Emérito de Barretos) e pelo Padre José Augusto da Costa que se hospedaram durante todo o tempo da Missão na residência do senhor Manoel Rodrigues.

Sem um lugar para se reunir, e desenvolver as atividades religiosas, os Missionários realizaram as Missões na Máquina de Benefício de Arroz do senhor Waldemar Dionísio, onde foi proclamado o Padroeiro da Comunidade: São José, Esposo da Virgem Maria.

A Máquina de Benefício de Arroz se tornou provisoriamente a Primeira Capela, onde em meio às palhas de arroz, eram realizadas as Celebrações Eucarísticas, confissões, pregações e aulas de catequese.

Mesmo tendo um local cedido para os trabalhos religiosos todos sentiam a necessidade de ter uma Igreja. E para que o entusiasmo não esfriasse, Padre Cesarino (Missionário Italiano vindo para o Brasil no ano de 1970), celebrou a Primeira Missa da Comunidade São José em 01 de maio de 1973, na Festa de São José Operário, em um terreno do senhor Valentim Pissolato, na esquina da Rua Santos Dumont com a Avenida Bandeirantes, debaixo de um pé de farinha seca, na presença dos fiéis, dos seminaristas Milton Antonio Bigatão, Valdinei Ramalho, Jorge José Bitar e da aspirante à vida religiosa Joana Clélia Carusi.

Inicialmente foi construído um galpão onde se celebrava a Santa Missa, atendia as confissões, ministravam as aulas de catequese, realizavam as quermesses (que depois da Igreja pronta virou uma Marcenaria e hoje se encontra o Salão Paroquial e a Casa Paroquial).

Em 1976, a construção da capela começava, um estilo diferente e com dimensões grandes até demais para a época, graças ao trabalho do engenheiro italiano José Giuzz que doou o projeto e a planta da Igreja (amigo de Monsenhor Angelo Angioni) e do Mestre de Obras José do Niquinho que se encarregou de lançar o alicerce e erguer as paredes da nova igreja.

Em 1981, uma nova comissão deu continuidade às obras: rebocaram, fizeram o contra-piso, colocaram o piso, e deram a primeira pintura à igreja.

Neste mesmo ano foi realizada uma Pequena Missão no bairro São José, pregada pelo Missionário Redentorista Padre Pedro Fré, em preparação a ocasião da Inauguração da Igreja, sendo a Pequena Missão realizada nos dias 2, 3 e 4 de Janeiro de 1981.

Enquanto a Comunidade se estruturava materialmente, graças a colaboração do povo em geral, a Igreja também se estruturava espiritualmente, graças ao trabalho incansável dos sacerdotes que por aqui passaram e deixaram suas marcas. Sendo eles: Monsenhor Angelo Angioni (de saudosa memória), Padre Cesarino Pietra Maffi, Monsenhor Geraldo Cascone (de saudosa memória), Monsenhor Bruno Mascherpa (de saudosa memória), Padre Domingos Doninote, Padre Genésio Gasques, Padre Mauro Ziati Pereira, Padre Amarildo Carreta (de saudosa memória), Padre Olegário Araújo dos Santos (de saudosa memória), Padre José Antonio de Castilho, e Padre Sander Marcos de Freitas Vieira (atual Pároco).

As Irmãs do Instituto Missionário Coração Imaculado de Maria vieram morar na comunidade no ano de 1982, na casa construída pelo senhor Valentim Pissolato e seu filho Flaudemir Cezar Pissolato, assumiram com amor e dedicação o trabalho da construção do Reino de Deus. Orientando, apoiando, evangelizando e dando assistência espiritual aos diversos movimentos.

Para se construir a Torre da Igreja o senhor Carlos Alberto Manfré fez e distribuiu carnês e capela São José tomou a forma atual.

Em 16 de fevereiro de 2003, o Reverendíssimo Dom Orani João Tempestate juntamente com os sacerdotes presentes: Monsenhor Angelo Angioni, Padre Mauro Ziati Pereira, Padre Edmilson Pereira Alves e Padre José Antonio de Castilho, presidiu a celebração de Criação da Circunscrição Especial “São José”, como Comunidade Autônoma, ocasião em que autorizou a celebração de casamentos, batizados, tendo a própria organização de catequese e pastoral, a própria Administração Econômica, os próprios Conselhos de Pastoral e de Administração dando posse aos trabalhos pastorais ao Padre José Antônio de Castilho, e também responsabilidade nos trabalhos das capelas rurais: Capela Nossa Senhora de Fátima (Monte Alegre), Capela Nossa Senhora Aparecida (Cabeceira de Ubarana) e Capela Nossa Senhora Aparecida (Córrego Fundo).

Em 19 de março de 2010, com a Celebração Eucarística celebrada pelo Excelentíssimo. Reverendíssimo Dom Paulo Mendes Peixoto, bispo diocesano de São José do Rio Preto, a Capela de São José pelo Decreto do Bispo Diocesano passa-se a PARÓQUIA SÃO JOSÉ, bem como também aconteceu a Posse do Primeiro Pároco, Padre Sander Marcos de Freitas Vieira. Atualmente, auxilia o Padre Sander, o seu Vigário Paroquial, o Padre Tiago Henrique da Silva Medeiros.

A paróquia possui também capelas rurais e urbanas:

Capela Nossa Senhora de Fátima – Bairro Monte Alegre

Capela São Pelegrino – Bairro Jardim Vitoriano

Capela Nossa Senhora Aparecida – Bairro Córrego Fundo

Capela Bairro Banco da Terra

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online