Oh glorioso São José, valei-nos!

São José foi inserido no calendário litúrgico Romano em 1479. Sua festa é celebrada no dia 19 de março. O Papa Pio XII, em 1955, fixou o dia 1º de maio em homenagem a “São José Operário – o trabalhador”, enaltecendo todo esforço humano que gera, dá a luz e faz crescer obras produzidas pelo homem: “Queremos reafirmar, em forma solene, a dignidade do trabalho a fim de que inspire na vida social as leis da equitativa repartição de direitos e deveres”.

Em 1º de maio de 1886, operários de uma fábrica em Chicago, nos Estados Unidos, se revoltaram com a situação desumana a que eram submetidos, iniciando um movimento que tomou conta do país e deixou um saldo de mais de uma dezena de mortos e cinquenta pessoas gravemente feridas. Em homenagem a eles é que se consagrou este dia como sendo o Dia do Trabalhador.

São José é o modelo ideal de operário, pois sustentou sua família durante toda a vida com o trabalho artesanal, ensinando ao seu Filho a profissão de carpinteiro. Ao proclamar São José como protetor dos trabalhadores, a Igreja Católica demonstrou estar ao lado deles, dando-lhes como patrono o mais exemplar dos homens, que aceitou ser pai adotivo de Deus humanado.

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que “O trabalho não é uma penalidade, mas sim a colaboração do homem e da mulher com Deus no aperfeiçoamento da criação visível. ” CIC 378. Podemos, assim, dizer que o trabalho não é apenas um dos mais altos valores humanos e meios com que os homens devem contribuir para o progresso da sociedade, mas é também caminho de santificação.

Portanto, procuremos descobrir hoje e sempre, continuadamente, a presença de São José em nossas famílias, no mistério de nossa fé. E ele, sem dúvida, continuará sendo, como sempre foi, o nosso protetor e nosso modelo. Que ele rogue a Deus por nós.

São José Operário, rogai por nós!

Diácono Júlio Antonio Cuminato
Paróquia Senhor Bom Jesus – Potirendaba

 

– Texto escrito e enviado para a redação do jornal Diocese Hoje.

____________________

 

 

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.