Igreja no Mundo › 13/11/2017

Papa em Santa Marta

Os escândalos que feriram os corações e matam esperanças e ilusões: o Papa Francis disse esta manhã na homilia da missa na manhã da Casa Santa Marta. “É inevitável que haja os escândalos”, ressaltou o Papa, retomando as palavras de Jesus no Evangelho hoje, mas “ai dele por causa disso”. Daí o aviso aos seus discípulos: “Estejam alertas para vocês mesmos!”

“… também tenha cuidado para não escandalizar. O escândalo é ruim porque o escândalo feriu, prejudicou a vulnerabilidade do povo de Deus e prejudicou a fraqueza do povo de Deus e muitas vezes essas feridas são usadas ao longo de suas vidas. E não só doi, o escândalo é capaz de matar: matar esperanças, matar ilusões, matar famílias, matar tantos corações … ”

“Seja consciente de você” é um aviso para todos, enfatizou Francesco, uma espécie de pessoas que se diz ser cristão, mas que vive como pagão. É esse “escândalo do povo de Deus”.

“Quantos cristãos com seu exemplo privam as pessoas de sua inconsistência com sua própria inconsistência: a incoerência dos cristãos é uma das armas mais fáceis que o diabo tem que enfraquecer o povo de Deus e desviar o povo de Deus do Senhor .Diga algo e torne outro.

Esta é a “inconsistência” que, por escândalo, que agora nos pede – pediu ao Papa – “como é a minha coerência da vida? Consistência com o Evangelho, Consistência com o Senhor? “Ele conduziu assim o exemplo de empreendedores cristãos que não pagam os justos e servem as pessoas para enriquecerem ou mesmo o escândalo de pastores na Igreja que não se importam com as ovelhas e se afastam.

“Jesus nos diz que não podemos servir dois senhores, Deus e dinheiro, e quando o pastor é aquele que está ligado ao dinheiro, ele escandaliza. E as pessoas escandalizam: o pastor que está preso ao dinheiro. Todo pastor deve perguntar: como é minha amizade com o dinheiro? Ou o pastor que procura ir, a vaidade o leva a escalar, em vez de ser gentil, humilde, porque a suavidade e a humildade favorecem a proximidade com as pessoas. Ou o pastor que sente o Senhor e comanda todos, orgulhosos, e não o pastor servo do povo de Deus “.

“Hoje pode ser – concluiu Francesco sua homilia – um bom dia para fazer um exame consciencioso sobre isso: escandalizo ou não e como? E para que possamos responder ao Senhor e nos aproximarmos um pouco mais para Ele “.

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.