Santo do dia › 21/01/2019

SANTA INÊS, VIRGEM E MÁRTIR

260-230-0-0 (6)

Inês pertencia à uma rica, nobre e cristã família romana. Isso lhe possibilitou receber uma bela educação. Tinha apenas 13 anos quando foi denunciada como cristã – tudo porque não aceitou casar-se com o prefeito de Roma.

A narração que nos chegou conta que o rapaz tentou a todo custo casar-se com Inês, mas nada a convencia. Um dia, ele tentou agarrá-la à força e acabou sendo atingido por um raio. O pai do rapaz suplicou a Inês que recuperasse a vida do filho e ela, armada de fé, rezou e trouxe de novo respiração ao rapaz.

Diante disso, o rapaz converteu-se, mas o pai, endurecido de coração, passou a perseguir a menina. Inês acabou presa, mas nem sob tortura renegou a fé em Cristo. Arrastada violentamente até à presença de um ídolo pagão para que o adorasse, ela se manteve firme em suas orações a Cristo. Depois, foi levada à uma casa de prostituição para que fosse possuída à força, mas ninguém ousou tocar sequer num fio de seu cabelo.

Num ato de desespero, o prefeito mandou decapitar a jovem menina, que tornou-se uma das mártires mais conhecidas do cristianismo. Na arte, Santa Inês é comumente representada com uma ovelha e uma palma, sendo que a ovelha sugere sua pureza, castidade e inocência.

Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR 

REFLEXÃO: A santidade é o ideal do cristão. Todos somos chamados a ser santos, realizando em nossas vidas o projeto sonhado por Deus. A exemplo de santa Inês, façamos gestos e palavras de amor ao próximo, sobretudo aos mais abandonados.

ORAÇÃO: Senhor nosso Deus, que destes Santa Inês como modelo e guia a numerosas virgens, concedei que conservemos sempre bem vivo aquele espírito seráfico que ela ensinou com sabedoria e confirmou com magníficos exemplos de santidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fonte: A12

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online