Santo do dia › 15/01/2020

SÃO MAURO (SANTO AMARO), MONGE

260-230-0-0 (1)

Hoje celebramos a festa de São Mauro, também conhecido como Santo Amaro.

Ele nasceu na cidade de Roma, filho de um senador, no ano de 512. Aos doze anos, teve um sonho, onde Deus o chamava à santidade. Resolveu então entrar num mosteiro beneditino. Foi o próprio São Bento que ajudou na formação de Amaro e de seu primo Plácido, também canonizado pela Igreja.

Conta-nos uma lendária tradição que um dia, ao caminhar pelo jardim, São Bento teve uma visão do jovem Plácido se afogando. Imediatamente, chamou Amaro e pediu-lhe para socorrê-lo. Amaro se concentrou de tal maneira e agiu tão rapidamente, que nem percebeu que andava sobre as águas daquele riacho. Depois puxou o primo pelos cabelos e o levou para a terra firme.

Amaro se tornou o discípulo predileto de São Bento e o acompanhou para o mosteiro de Montecassino, quando lá se fixaram, sendo nomeado o primeiro superior e administrador. Os registros mostram que Amaro era um homem virtuoso, modelo de obediência, humildade e caridade.

O primeiro mosteiro beneditino em terras francesas também foi fundado por Amaro. Foi neste lugar que Amaro morreu depois que contraiu a peste. Ele agonizou durante cinco meses, morrendo santamente em 15 de janeiro de 584.

Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR

REFLEXÃO: Mauro ou Amaro é uma palavra que significa “amargo”. O significado de seu nome condiz bem com os tropeços e dificuldades que encontrou ao longo de sua vida. Era de tamanha docilidade e virtude que seus mestres o recomendavam como exemplo a outros monges.

ORAÇÃO: Ó Deus, concedei-nos, pelo exemplo de Santo Amaro, a graça de imitá-lo em toda a sua vida, para que possamos ser firmes nos caminhos do Cristo pobre, humilde e obediente. Possamos, também, seguir nossa vocação com fidelidade e chegar à perfeição que nos propusestes em Vosso Filho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fonte: A12

Addthis Facebook Twitter Google+ PDF Online