História

pescavocação

O começo e as mudanças

O Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz tem sua história ligada ao extinto Seminário Nossa Senhora da Paz, que viria a se tornar o Seminário Menor e, em 1996, o Seminário Propedêutico Diocesano.

Tudo começou em 24 de abril de 1939, quando Dom Lafayette Libânio nomeou o Pe. Gregório Naffria como ecônomo e administrador dos bens e obras do futuro Seminário Menor Diocesano e diretor da Associação de São José em prol das vocações sacerdotais. Um mês depois, em 29 de maio, foi lavrada a escritura de uma área de mais de quatro alqueires para construir o seminário, na Boa Vista, e convocada a colaboração da Associação de São José para a construção.

Dom Lafayette Libânio 1º bispo da diocese de São José do Rio Preto

Dom Lafayette Libânio
1º bispo da diocese de São José do Rio Preto

No dia 1º de junho de 1940, por ocasião do I Congresso Eucarístico Diocesano, o arcebispo metropolitano Dom José Gaspar de Affonseca e Silva, acompanhado pelos bispos de Jaboticabal, Sorocaba, Assis, São Carlos, Ribeirão Preto, Botucatu e Rio Preto, presidiu a bênção da pedra fundamental.

O Seminário Nossa Senhora da Paz é inaugurado em 19 de março de 1944 por Dom Lafayette e funcionou dessa forma até 17 de fevereiro de 1975, quando Dom José de Aquino Pereira instala no prédio o Seminário Maior Diocesano Sagrado Coração de Jesus, oferecendo cursos de Filosofia e Teologia.

A partir desse momento, o então Seminário Nossa Senhora da Paz passa a ser chamado de Seminário Menor, acolhendo jovens e adolescentes que ainda não tinham a idade para ingressar no ensino superior exigido pelo então Seminário Maior para a formação sacerdotal.

O Seminário Menor permaneceu no prédio da Boa Vista até meados de 1980, quando foi transferido para o prédio anexo à Paróquia Santa Terezinha em Rio Preto, onde ficou até 1982. Depois foi transferido para a cidade de Tanabi, onde permaneceu até 1990 aos cuidados do Pe. Oscar Donizete Clemente. Logo em seguida, voltou a funcionar no prédio da Santa Terezinha sob os cuidados do Pe. Leonildo Isauro Pierin, onde permaneceu até 1993, quando encerrou suas atividades. A partir daí, as atenções se voltam para as vocações jovens e adultas que já haviam concluído o Ensino Médio. Tem início, então, uma nova experiência já vivenciada em muitas dioceses no Brasil: o ano propedêutico como preparação para o ingresso no Seminário Maior. 

Em 22 de fevereiro de 1996, no prédio do Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus, é inaugurado então o Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz, tendo como reitor o Pe. José Aparecido Gonzaga que permaneceu no cargo até 2004. O Seminário Propedêutico permaneceu no prédio do Maior até o ano de 1997, quando foi transferido para o prédio anexo à Paróquia Santa Terezinha, lá permanecendo até os dias de hoje.

Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz (Atualmente)
Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz (Atualmente)

Além dos presbíteros já citados, também foram reitores do Seminário Propedêutico: Pe. Gilmar Carvalho Santos, Pe. Anderson Alves Campos e Pe. Andrés Gonzáles Mejia. Atualmente, exerce a função o Pe. José Irineu Vendrami, conhecido simplesmente como Pe. Irineu. Auxilia-o, como vice-reitor, o Pe. Rafael Dalben Ferrarez.

O Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz situa-se na Praça Santa Terezinha, nº XX , na Vila Esplanada, em São José do Rio Preto.

Ex-Reitores do Seminário Menor ou Propedêutico

Oscar-Donizeti-Clemente-300x300

Pe. Oscar Donizete Clemente

LEONILDO-ISAURO-PIERIN-300x300

Pe. Leonildo Isauro Pierin

JOSÉ-APARECIDO-GONZAGA-300x300

Pe. José Aparecido Gonzaga

ANDERSON-ALVES-CAMPOS-300x298

Pe. Anderson Alves Campos

ANDRES-300x253

Pe. Andres Gonzales Mejia

Ex-vice-reitor

SIRO-SILVESTRINI-300x300

Pe. Siro Silvestre (In Memorian)