11/04/2016 0 Por Diocese de São José do Rio Preto

Jeremias é um dos profetas mais conhecidos das Sagradas Escrituras. Nasceu por volta do ano 650 a.C. em Anatot, próximo a Jerusalém. Embora fosse de família sacerdotal, da tribo de Benjamim, esteve sempre ligado às tradições proféticas do Norte, principalmente a Oséias, profeta camponês.

Desde o seio materno foi chamado por Deus (Jr 1,4-6) e exerceu seu ministério entre 626 a 587 a.C. O período em que exerceu sua missão foi um dos mais sofridos da história do povo de Deus. De maneira crítica procura orientar o povo a voltar seu coração para Deus e praticar seus ensinamentos.

O Reino de Judá era constantemente ameaçado pelas grandes potências, Babilônia e Egito. Judá ficava entre essas nações. Esse período foi tão duro que o rei da Babilônia, Nabucodonosor, por duas vezes invadiu Judá e deportou parte de seu povo, levando-o para o exílio na Babilônia. É nesse contexto que ocorreu o chamado de Jeremias. Deus o envia para combater a infidelidade à aliança, as práticas idolátricas, os casos de adultérios, as injustiças e toda espécies de imoralidade.

Jeremias é um homem de profunda sensibilidade diante do sofrimento do povo, no entanto, lança palavras muito duras contra ele e isso faz com que seja rejeitado pela população, especialmente pelas lideranças da época. Assim como Moisés, ele intercede pelo povo junto a Deus, mas condena as práticas religiosas exteriores, pois o coração desses religiosos estava distante de Deus. Ele também prega uma coerência de vida entre o que se reza, o que se sente e o que se faz. Jeremias dá todo apoio para o rei Josias empreender uma reforma religiosa com a finalidade de acabar com a idolatria e renovar a aliança.

É interessante notar que o profeta Jeremias, quando convocado por Deus, tenta escapar, alegando que não sabia falar e que ainda era uma criança. No entanto, Javé diz que estaria sempre com ele e que não precisava ter nenhum temor (Jr 1,4-10). A perseguição feita a Jeremias é o que aconteceu e acontece com todo o profeta que fala em nome de Deus, incomodando os poderosos, os grandes, os acomodados, os indiferentes e os sistemas opressores.

Jeremias deixa para nós o exemplo de um homem que soube superar seus limites, seus medos, e soube enfrentar com coragem os poderosos e o povo de sua época, anunciando-lhes a Palavra de Deus.

Compartilhe: