Dia do Sagrado Coração de Jesus- Dia Mundial de Oração pela Santificação do Clero

Dia do Sagrado Coração de Jesus- Dia Mundial de Oração pela Santificação do Clero

29/06/2017 0 Por Diocese de São José do Rio Preto

«Dar-vos-ei pastores segundo o Meu coração» (Jer 3, 15).

Celebramos com toda a Igreja, no dia 23 de junho, a solenidade do Sacratíssimo Coração de Jesus, e o dia de Oração pela Santificação do Clero.

Por que um dia para rezar pela santificação do clero? Tomo como base um texto de São João Paulo II: “A Quinta-feira Santa, levando-nos até as origens do nosso sacerdócio, recorda-nos também a obrigação de tender para a santidade, a fim de sermos ‘ministros de santidade’ para os homens e mulheres confiados ao nosso serviço pastoral. Nesta perspectiva, vem a ser muito oportuna a proposta sugerida pela Congregação para o Clero de se celebrar em cada diocese um ‘Dia pela Santificação dos Sacerdotes’, por ocasião da Festa do Sagrado Coração de Jesus ou noutra data mais apropriada às exigências e costumes pastorais do lugar. Faço minha esta proposta, almejando que tal iniciativa ajude os sacerdotes a conformarem-se cada vez mais plenamente com o coração do Bom Pastor” (Carta do Papa João Paulo II aos sacerdotes por ocasião da Quinta-Feira Santa de 1995).

Atendendo a esse pedido e desejo do então Papa e hoje São João Paulo II que também o nosso clero se reuniu na manhã do dia 23 de junho, nas dependências da Casa do Clero São João Maria Vianney, para rezar, refletir e também  confraternizar. O dia se iniciou com a oração dos Salmos das Horas Médias, conduzidos pelo nosso bispo diocesano Dom Tomé e também por dois padres. Dom Tomé, após a proclamação do Evangelho em uma simples e breve reflexão, falou-nos acerca da mansidão do Coração de Jesus e que como “aflitos devemos acorrer a Ele sempre, nos colocando não como sábios, mas como pequeninos diante de Deus”. Após a reflexão e término da oração fomos convidados ao Sacramento da Reconciliação, buscando entre nós nos confessarmos e buscarmos o perdão de Deus.

Dom Tomé nós convidou ao piedoso exercício da oração do Santo Terço onde contemplamos os mistérios Dolorosos da vida de Nosso Senhor, sendo rezado cada mistério contemplando uma reflexão, um pedido e uma intenção. A convite de Dom Tomé, que conduziu a oração do Terço, cada mistério  foi rezado pelos padres das regiões pastorais de nossa diocese. Terminada a oração do Santo Terço foi-nos dada a benção e servido o almoço desse dia, quando, como presbíteros, fomos chamados a rezar pedindo ao Coração de Jesus que faça  nosso coração semelhante ao seu Coração de Bom Pastor.

Aqui faço lembrança também da inspiração desse dia de oração pela Santificação do Clero, que não nasceu de um gesto qualquer, mas  do desejo do coração de um sacerdote rezar pela santificação de todos os sacerdotes. Esse desejo, esse impulso nasceu do coração do Padre Mario Venturini, fundador da Congregação de Jesus Sacerdote, congregação essa  que por muito tempo colaborou com a  formação de nossos seminaristas nas orientações espirituais em nosso seminário diocesano.

Em 1947, padre Mário Venturini observou que estavam se difundindo no mundo muitas datas especiais, como os dias dos pais, das mães, dos professores, e pensou: “Por que não há também o Dia do Padre?”. Mas ele verificou que os sacerdotes já tinham uma data a ser celebrada: a Quinta-Feira Santa, dia em que é instituída a Eucaristia e, junto a ela, o Sacramento da Ordem. Ainda assim, ele desejava um dia de calma, para que os padres tivessem a oportunidade de se reunirem com os bispos e refletirem sobre o amor de Jesus, Sumo Sacerdote.

Padre Mário escreveu a todos os bispos da Itália apresentando a proposta do “Dia de Santificação Sacerdotal” na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, ao qual  era devoto. A acolhida dos bispos foi favorável e, com a aprovação do Papa Pio XII, lançou a proposta em nível mundial e continuou a renová-la anualmente até o dia de sua morte em 1957.

Em 1995, a Congregação para o Clero assumiu como própria a iniciativa e enviou um apelo a todos os bispos do mundo para que celebrassem, em todos os anos, o “Dia de Santificação”. Neste mesmo ano, o Papa João Paulo II escreveu uma carta aos sacerdotes por conta da Quinta-Feira Santa e nela instituiu o “Dia pela Santificação dos Sacerdotes”.

Que o Sangue do Cordeiro imolado continuamente sobre os altares do mundo nos ensine e nos inspire a termos um Coração semelhante a seu Coração.

Padre Carlos Eduardo Nascimento
Paróquia Nossa Senhora de Fátima | Monte Aprazível

Compartilhe: