Dogma de fé: Assunção de Nossa Senhora

Dogma de fé: Assunção de Nossa Senhora

15/08/2022 Off Por SEDICOM

Hoje, 15 de agosto, dia da Assunção de Nossa Senhora. A Virgem Maria, não subiu ao Céu, como fez Jesus, com a sua própria virtude e poder, mas foi erguida por graça e privilégio.

Antes, essa celebração, tanto para a Igreja do Oriente como para o Ocidente, chamava-se “Dormição”, porque foi sonho de amor. Até que chegou ao de “Assunção De Nossa Senhora Ao Céu”, isso significa que o Senhor reconheceu e recompensou com a antecipada glorificação todos os méritos da Mãe, principalmente alcançados em meio às aceitações e oferecimentos das dores.

O padre Alexandre Ferreira dos Santos, Assessor Diocesano De Liturgia Da Nossa Diocese, pároco na Paróquia São Francisco De Assis em São José Do Rio Preto, contextualiza que somente Jesus e Maria estão no Céu de corpo e alma. 

“Podemos nos perguntar: quais os motivos da Assunção de Nossa Senhora? Apresento dois: primeiro – como Maria não esteve sujeita ao poder do pecado, para ser a Mãe de Deus, também não poderia ficar sobre o império da morte; segundo – a carne de Jesus e de Maria são a mesma carne, e por isso a carne de Maria devia ter a mesma glória que a do seu Filho Jesus”, explica o sacerdote. 

 

TEXTO E IMAGEM

Maria Clara Barbosa de Souza

 

Fonte: Canção Nova

Compartilhe: