Em defesa da vida, lideranças do Regional Sul 1 participam de formação

Em defesa da vida, lideranças do Regional Sul 1 participam de formação

22/07/2022 Off Por SEDICOM

Despertar pela Defesa da Vida”. O tema do encontro promovido pela Diocese de São José do Rio Preto/SP se firmou, igualmente, como uma convocação diante de tantos acontecimentos que tem atentado contra alguma etapa entre a concepção e o natural declínio da população. Dias 16 e 17 de julho, lideranças locais e do sub-regional Ribeirão Preto 2 (composto pelas dioceses de Barretos, Jales, Catanduva, Votuporanga e São José do Rio Preto) reafirmaram o compromisso de garantir “vida plena” para todos.

O 1º Encontro formativo da Comissão em Defesa da Vida da Diocese de São José do Rio Preto foi aberto com Celebração Eucarística presida pelo bispo de Catanduva, Dom Valdir Mamede, e concelebrada pelo bispo emérito da mesma diocese, Dom Otacílio Luziano da Silva. “Saúdo os promotores da vida e peço que não se deixem esmorecer. Somos chamados a repetir aquilo que o Senhor já havia dito: ‘Eu vim para que todos tenham vida. Nós cremos na vida e, por essa razão, a defendemos”, declarou Dom Mamede. O coordenador diocesano de pastoral da diocese anfitriã, padre Luiz Caputo, e o pároco da paróquia Santo Expedito, que sediou o encontro, padre Cândido Fernandes Perez, concelebraram a Eucaristia unidos aos padres das Igrejas Particulares representadas.

Conferências
Temas como “O que é a defesa da vida?”, Paternidade e maternidade responsáveis, Cultura da morte, Suicídio – Desconstrução da personalidade humana e Método de ovulação Billings foram abordados. “Os Santos deram a vida para testemunhar a verdade”, partilhou o Assessor Eclesial da Comissão Regional da Defesa da Vida do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, padre Berardo Graz. Coube ao presbítero a palestra de abertura.

Em outra etapa da formação, o membro da Comissão de Bioética em Defesa da Vida da Arquidiocese de Campinas, André Miziara, considerou a verdadeira face da misericórdia. Segundo ele, todos tem algum tipo de limitação e, nem por essa razão, deixam de ter direito à vida. “A gente não tem misericórdia com o feto?”, questionou o palestrante ao relatar situações em que o aborto é legalmente permitido.

O casal Eduardo e Valéria, que são instrutores credenciados e habilitados pela Confederação Nacional de Planejamento Natural da Família (CENPLAFAM) apresentaram o Método de Ovulação Billings. Segundo o site da entidade, essa técnica é um modo “natural de planejamento familiar, que permite aos casais conhecer sua fertilidade de forma natural, sem o uso de dispositivos, e consciente de seu estado de fertilidade e / ou infertilidade podem planejar qual o melhor momento para manterem relações sexuais com o objetivo de conseguir ou adiar uma gravidez”. A partilha foi igualmente enriquecedora para os presentes.

Motivação
A Comissão em Defesa da Vida da Diocese de São José do Rio Preto, que promoveu o encontro, conta com a coordenação de Adriana Regina e Valdir Hamilton Bonhin; que também são responsáveis pela articulação da iniciativa no sub-regional Ribeirão Preto II. O padre José Carlos de Siqueira é o assessor eclesiástico. “É uma luta em meio à nossa sociedade. Toda a nossa alegria, de coração, por estaremos juntos nessa missão”, partilhou o coordenador de pastoral local, padre Luiz Caputo; que representou o bispo diocesano, Dom Antonio Emidio Vilar, sdb.

Testemunho
Amanda Angeli e Bruno Fioravante, ainda durante a gestação do primeiro filho, descobriu que a criança apresentava graves problemas de saúde (que foram confirmados em uma série de exames). Mesmo diante de diagnóstico tão severo, eles decidiram levar a gravidez até o fim. Cerca de um mês após o nascimento, Davi Augusto não resistiu às complicações. Os pais, que testemunharam a certeza de terem feito a melhor escolha ao garantir o nascimento da criança, igualmente motivaram os agentes a perseverar na defesa da vida. “Estamos aqui para pensar, para refletir, e valorizar mais a vida; que é dom de Deus”, concluiu o casal Maria Ida e Ataíde Barbuio, que coordena a Pastoral Familiar no Regional Sul 1 da CNBB.

TEXTO
André Botelho
Jornalista / Assessoria de Imprensa
Diocese de São José do Rio Preto

IMAGENS
Comissão em Defesa da Vida
Diocese de São José do Rio Preto

Compartilhe: