Encontraram o amor em uma JMJ

Encontraram o amor em uma JMJ

18/01/2019 0 Por Diocese de São José do Rio Preto

Casamento dos peregrinos poloneses Jackub Wloch e Martyna Gergont no Panamá (2019) / Crédito: Łukasz Muzyka – Escritório diocesano da JMJ Cracóvia

Os peregrinos poloneses Jackub Wloch e Martyna Gergont deram o “sim” para a vida toda no sacramento do matrimônio, na quarta-feira, 16 de janeiro, em uma paróquia do Panamá, a cinco dias do início da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

A Missa foi presidida pelo sacerdote polonês Marcin Michell Filar, às 9h (hora local), na Paróquia São Miguel Arcanjo de Monagrillo, na província panamenha de Herrera. Os idiomas utilizados durante a celebração foram o polonês e o espanhol.

Participaram da celebração mais de 300 peregrinos poloneses que chegaram ao pais centro-americana para participar dos Dias nas Dioceses ou Pré-Jornada. Também participaram centenas de fiéis locais.

Jackub, de 25 anos, e Martyna, de 20, explicaram ao site polonês STACJA7 que se conheceram há três anos durante a JMJ Cracóvia 2016, quando serviram como voluntários em um dos postos nos quais se distribuiria alimentos aos peregrinos. Em seguida, tornaram-se mais amigos quando apoiaram no Campus Misericordiae.

“Depois desta semana incrível, começamos a nos ver mais frequentemente e, pouco depois, nos tornamos namorados”, disse Martyna.

Crédito: Łukasz Muzyka – Escritório diocesano da JMJ Cracóvia

Os jovens contaram que contrair matrimônio longe de sua terra natal se inspirou na história de outras pessoas que se casaram durante a JMJ no Rio de Janeiro, em 2013.

“Quando éramos namorados, esta história passava pela minha cabeça o tempo todo, finalmente decidi compartilhar com Martyna. Ela gostou muito da ideia e começamos os preparativos lentamente. A JMJ de Cracóvia nos uniu, mas no Panamá se tornou para sempre”, disse Jackub.

Crédito: Łukasz Muzyka – Escritório diocesano da JMJ Cracóvia

Sobre os trâmites para se casar no Panamá, os recém-casados indicaram que muitos sacerdotes os ajudaram a superar todos os procedimentos necessários na Arquidiocese de Cracóvia.

“Felizmente, tudo saiu bem e obtivemos os documentos literalmente um dia antes da partida”, acrescentou Jackub.

O jovem casal assinala que, embora não tenha sido possível a presença dos pais no dia mais importante de suas vidas, eles aceitaram sua decisão e a ideia de um casamento no Panamá.

Através de sua conta de Facebook, a Paróquia São Miguel Arcanjo de Monagrillo indicou que toda a comunidade se sente feliz “por presenciar este acontecimento tão belo” e que tenham escolhido seu templo “para este ato importante”.

Crédito: Łukasz Muzyka – Escritório diocesano da JMJ Cracóvia

Em entrevista ao Grupo ACI, Pe. Jakub Szyrszeń, concelebrante do matrimônio e coordenador de um dos grupos de peregrinos provenientes de Cracóvia para a JMJ Panamá 2019, contou que o casal decidiu se casar em Monagrillo porque os jovens da delegação polonesa receberam alojamento gratuito e carinho da parte das famílias panamenhas.

“Quando falei com Jackub e Martyna sobre a decisão de se casar aqui tão longe de seu lar, explicaram-me que consideram todo o grupo de peregrinos como se fosse sua verdadeira família”, acrescentou.

Crédito: Łukasz Muzyka – Escritório diocesano da JMJ Cracóvia

Finalmente, Pe. Szyrszeń sublinhou que cerca de 700 peregrinos poloneses estão no Panamá atualmente e assegura que a Arquidiocese de Cracóvia é a que enviou mais jovens de toda a Europa.

Fonte: ACI Digital