Maior evento de comunicação eclesial do país, o Mutirão, contará com intérpretes de libras durante a transmissão

Maior evento de comunicação eclesial do país, o Mutirão, contará com intérpretes de libras durante a transmissão

20/07/2021 Off Por Setor de Comunicação

Nos próximos dias 23 e 24 de julho acontece o Mutirão de Comunicação, maior evento de comunicação eclesial do país. Em sua 12ª edição, de forma totalmente online, o evento conta com mais de 5 mil inscritos, em 6 conferências, apresentações culturais, reflexões e diálogos. A temática principal será “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”.

Visando a diversidade e inclusão durante o evento, o Mutirão contará com intérprete de libras, uma parceria com o Núcleo de Apoio à Inclusão do Aluno com Necessidades Educacionais Especiais (NAI), da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).

Janaína Gonçalves Moreira, membro da equipe de infraestrutura do Mutirão, explicou que a parceria com a Universidade surgiu após a demonstração de interesse por parte de vários participantes que se inscreveram no evento. “Diante da necessidade de uma comunicação que precisa ser abrangente e acolhedora, principalmente no âmbito em que trabalhamos, que é a comunicação na igreja, precisamos ser cada vez mais inclusivos”, disse.

É importantíssimo que tenhamos essa abertura, que seja um evento com esse tipo de trabalho, e que nos próximos tenhamos essa sensibilidade de acolher a todas as pessoas em suas necessidades, sermos inclusivos nesse trabalho da comunicação especificamente.

O Mutirão acontecerá de forma virtual, mas Janaína explicou que parte da equipe organizadora estará presente no Campus Coração Eucarístico, em Belo Horizonte (MG), para garantir o bom funcionamento do evento. Além dos intérpretes, cerca de 30 pessoas estarão no Campus. “Nós teremos uma equipe de intérpretes, que estarão presencialmente, com todos os cuidados referentes às medidas sanitárias, para que na parte técnica fique melhor fazermos toda a dinâmica na transmissão”, finalizou.

O Núcleo de Apoio à Inclusão do Aluno com Necessidades Educacionais Especiais (NAI) foi criado em 2004, pela PUC Minas, com o objetivo de ajudar e acompanhar os alunos deficientes dos campi e unidades.

Funcionários de cada unidade adquiriram capacitação para ajudar os próprios alunos, sem depender exclusivamente dos funcionários da sede, localizada no Campus Coração Eucarístico.

A criação do Núcleo de Apoio à Inclusão do Aluno com Necessidades Educacionais Especiais (NAI) representa uma decisão corajosa da PUC Minas, uma vez que este é um trabalho de vanguarda no espaço universitário brasileiro. Essa iniciativa desafia a Universidade a desvendar um campo de atuação ainda pouco conhecido, referente ao suporte necessário ao aluno com deficiência.

Reprodução: CNBB | 20/07/202