“Providencial”, diz Papa sobre evento 

“Providencial”, diz Papa sobre evento

20/11/2018 0 Por Diocese de São José do Rio Preto
“Existem países onde é imposta uma única religião, outros onde se assiste a uma perseguição violenta ou um sistemático escarnecimento cultural em relação aos discípulos de Jesus”, diz o Papa na mensagem.

Cidade do Vaticano

O Santo Padre faz votos de que a “providencial iniciativa” “Veneza de vermelho” – organizada para a noite desta terça-feira pelo Patriarcado de Veneza e pela Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), “suscite uma atenção por parte de todos, para o grave problema das discriminações que os cristãos sofrem em tantas partes do mundo”.

Em mensagem enviada ao Patriarca de Veneza, Dom Francesco Moraglia –  assinada pelo cardeal secretário de Estado Pietro Parolin – o Papa dirige a sua “afetuosa saudação” aos jovens que tomarão parte na peregrinação diocesana que precederá a iluminação da Basílica de Nossa Senhora da Saúde, do trecho adjacente ao Grande Canal, da Ponte do Rialto  e de outros locais símbolos da cidade lagunar.

Um evento que – recorda-se na mensagem – “tem a finalidade de sensibilizar a opinião pública sobre o drama de tantos cristãos perseguidos por causa de sua fé”.

No texto lê-se ademais, que “existem países onde é imposta uma única religião, outros onde se assiste a uma perseguição violenta ou um sistemático escarnecimento cultural em relação aos discípulos de Jesus”.

Eis porque é essencial organizar eventos similares  a este de Veneza e a outros análogos promovidos pela Ajuda à Igreja que Sofre que iluminou importantes monumentos como o Coliseu, para chamar a atenção do mundo para as tantas violações à liberdade religiosa.

Um direito “fundamental do homem – ressalta-se na mensagem – que deve ser renovado porque reflete a sua mais alta dignidade”.

Informações: Vatican News