Reunião do Núcleo dos Religiosos: escuta para superar a polarização

Reunião do Núcleo dos Religiosos: escuta para superar a polarização

15/05/2022 Off Por SEDICOM

A vocação à vida consagrada é um chamado feito por Deus e que se responde com o coração. São João Bosco, por exemplo, dizia que “Deus nos colocou no mundo para os outros”. Reafirmando a disponibilidade aos irmãos, em especial os mais empobrecidos, foi realizada no sábado, 14 de maio, reunião do Núcleo dos Religiosos. O encontro contou com a presença de Dom Antonio Emidio Vilar, sdb.

Considerada a pandemia, foi a primeira vez que o grupo se reuniu presencialmente. Na ocasião, o bispo de São José do Rio Preto teve a oportunidade de partilhar experiências de sua vida familiar, religiosa e episcopal.

Testemunho

O Sínodo dos Bispos 2023 também foi tema da partilha. Nessa etapa, nas Dioceses em todo o mundo, está sendo vivida a fase da escuta; oportunidade para que o Povo de Deus seja ouvido e para que esse mesmo povo também ouça a voz do Espírito Santo. Nesse contexto, Dom Vilar recordou que o Sínodo é uma prática que favorece a vivência do Concílio Vaticano II. “É expressão eclesial da unidade. Todos. Todos são importantes”, completou o religioso.

Ainda em sua fala, o bispo sublinhou que a “sinodalidade é o jeito de ser da Igreja desde suas origens”. Segundo Dom Vilar, hoje percebe-se a polaridade e a radicalidade dentro e fora do ambiente eclesial (também nas Redes Sociais). Assim sendo, a prática da escuta (sem julgamentos como propõe o Sínodo) nunca se fez tão necessária como agora.

A reunião do Núcleo dos Religiosos, que aconteceu no Colégio Santo Antônio, foi encerrada com Celebração Eucarística e almoço.

 

COLABORAÇÃO
Irmã Rosangela Fontoura

TEXTO
André Botelho
Jornalista / Assessoria de Comunicação
Diocese de São José do Rio Preto

Compartilhe: