São Camilo de Lellis e a Pastoral da Saúde

São Camilo de Lellis e a Pastoral da Saúde

04/08/2017 0 Por Diocese de São José do Rio Preto

SÃO CAMILLO DE LELLIS E A PASTORAL D SAÚDE (1)A Pastoral da Saúde é uma imensa seara que anseia por mãos laboriosas, incansáveis e perseverantes. Apesar de todo aparato moderno sofisticado, sofremos ainda muitas disfunções.

Dentro da nossa vocação primeira, Jesus nos chama, transforma nosso coração de pedra. Dá-nos  um espírito novo. É preciso então, conhecer, amar e servir.

Depois de recebermos a misericórdia,  partimos para fazer o mesmo com nossos irmãos.. Jesus nos exorta insistentemente: estou enfermo, frágil e pequenino e não me visitas, não me acolhes?

Partimos em missão com mãos trêmulas,  com Jesus Eucarístico, fonte de vida.  Sentindo um misto de medo, insegurança e alegria contida.

Maria a mãe de Deus, nossa Rainha, sempre à frente.

Jesus Cristo é o Senhor da Missão. Jesus se faz presente no doente que sofre. Jesus se faz alimento. Sem Ele nada podemos fazer.

O trabalho é árduo nem sempre agradável aos olhos, ouvidos, olfato e tato.

A messe é grande. Às vezes nos angustiamos, tanto a fazer e o quão pequenos somos.  

Mas a graça de Deus trabalha na natureza humana.

Vivenciamos então o amor maior ao descobrir, como nos diz São Camilo de Lellis, o tesouro escondido no coração, tocamos em Jesus no enfermo e agonizante.

 

São Camilo dá exemplos práticos inspiradores e motivacionais.

Com 21 anos chegou a Roma, soldado aventureiro, sem oficio, viciado em jogos, órfão de pai e mãe, vítima de doença incurável, vivenciou dores e sofrimentos de um enfermo. Após sua conversão, consagrou sua existência para servir e cuidar, assistir e confortar doentes e moribundos, como uma mãe amorosa, dizia.

Com esse amor aos doentes e a Jesus sofredor, São Camilo, um grande santo, benfeitor, filantropo e reformador, contribuiu  para o progresso médico e científico, sanitário e assistencial, civil, social e espiritual.

Era um gigante da caridade, um homem de Deus, de Oração, místico, que a Eucaristia era a fonte da vida.

. Patrono dos hospitais;

. Patrono dos profissionais que trabalham em hospitais;

. Patrono dos cardiopatas, etc.

 

Herança camiliana para Pastoral da Saúde que vivenciamos:

. Coloquem amor nas mãos! Além da competência é preciso amor;

. O hospital é um jardim de delícias, o paraíso onde tocamos Jesus; 

. Tudo entre carinho, sorrisos e palavras de conforto, confiança, esperança, discrição;

.  Completar, garantir o serviço médico, hospitalar, psicológico e corporal, com o serviço religioso e espiritual.

Bem-Aventuranças e Prodígios (VAN n.16)

. Feliz e afortunado quem dispuser sua vida para este santo serviço, sujando as mãos pelas obras de caridade;

. Felizes e bem-aventurados os Enfermos que saborearem este santo licor do Céu;

. Felizes são vocês se uma lágrima, um suspiro, uma benção desses pobres enfermos vos acompanhar no tribunal diante de Deus!

 São Camilo, rogai por nós!

 

Irmã Maria da Paz
Obl OSB e Monja diocesana.