Veja como foi a Missa de Corpus Christi, com Dom Vilar, na Catedral

Veja como foi a Missa de Corpus Christi, com Dom Vilar, na Catedral

17/06/2022 Off Por SEDICOM

Um sinal da retomada das atividades religiosas, quando consideradas as restrições impostas pela pandemia, foram as Celebrações de Corpus Christi. Na Diocese de São José do Rio Preto, inúmeras foram as demonstrações de fé na Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo: ruas enfeitadas e itens diversos arrecadados dão a dimensão do envolvimento do Povo de Deus nessa bonita ocasião.

Na Catedral de São José, às quatro da tarde, o bispo diocesano, Dom Antonio Emidio Vilar, sdb, presidiu a Eucaristia e conduziu o Santíssimo, em Procissão, pelas ruas próximas ao templo. Centenas de fiéis acompanharam o gesto.

Sobre Corpus Christi

A Solenidade de Corpus Christi, instituída no século XIII pelo Papa Urbano IV, destaca a presença real de Cristo na Eucaristia – que é um dos sete Sacramentos existentes na Igreja.

Nesse dia (Corpus Christi), Jesus é exposto e conduzido pelas ruas dos bairros próximos às igrejas. Cada Comunidade – segundo seus costumes – ornamenta o trajeto da procissão. Pretende-se, com esse gesto, destacar a realeza do Filho de Deus. Fazendo uma analogia simples: é o estender de um “tapete vermelho” para alguém importante passar.

Tradição

Foram os portugueses que deram início, no Brasil, à confecção de ornamentos para enfeitar as ruas no Corpus Christi. Em nosso país, a prática ganhou características barrocas: abusando das cores, materiais e variedade de desenhos. Pão e uva são símbolos evidenciados nas composições.

 

TEXTO
André Botelho
Jornalista / Assessoria de Imprensa
Diocese de São José do Rio Preto

 

FOTOS
Marcos Freitas
Serviço Diocesano de Fotografia

Compartilhe: